Conselho de Pastoral da Comunidade

Sigla: CPC

Coordenadores

Cilene e Adão (Comunidade São Lucas)
Benê, Rose e Marcia (Comunidade São Paulo Apóstolo)
Néte e Mirtes (Comunidade São Francisco)
Benedito, Hélio e Marlene (Comunidade Nossa Senhora de Fátima)

Endereço: Igreja Nossa Senhora de Fátima (Salão Paroquial) – Av. Otávio Braga de Mesquita, 871 – Vila Fátima.

E-mail: [email protected]

 

O que faz o Conselho de Pastoral da Comunidade?

O que é?
O Conselho de Pastoral da Comunidade (CPC) é um grupo de coordenação, representação,
participação, reflexão, comunhão, execução e avaliação pastoral de todas as instâncias da
comunidade.
Tem como membros os coordenadores da comunidade e coordenadores de todas as pastorais e movimentos que existem na mesma e um membro da equipe paroquial.
Cada comunidade tem o seu conselho: São Lucas, São Paulo Apóstolo, São Francisco e Nossa senhora de Fátima.
Objetivo?
a) Organizar a elaboração do Plano de Pastoral da comunidade, levando em consideração o
Plano Paroquial;
b) Promover uma Pastoral de Conjunto, onde todos somam esforços para colocar em ação as prioridades e atingir os objetivos da Ação Evangelizadora da Igreja;
c) Favorecer a participação dos leigos e leigas, não somente nas tarefas, mas também nas
decisões pastorais da Comunidade;
d) Colocar na prática um Novo Modelo de Organização, onde todos participem,
democraticamente;
e) Articular, avaliar, refletir, encaminhar, celebrar e planejar a caminhada pastoral na
comunidade;
f) Ajudar na formação e despertar novas lideranças e agentes para as pastorais;
g) Promover estudos de temas importantes para a caminhada pastoral da comunidade;
h) Elaborar e executar um plano de atividades a partir das decisões tomadas pela Assembleia da Comunidade e da Paróquia;
i) Estar a serviço do crescimento das pastorais e da Comunidade, como um todo. Para isto o CPC deve estar bem atento ao que acontece na Comunidade e fora dela;
j) Organizar, coordenar e encaminhar as decisões da assembleia da comunidade. Participar da Assembleia Paroquial e viabilizar suas resoluções no que cabe à Comunidade;
k) Implantar e responsabilizar – se pelo dizimo na comunidade criando a consciência de
contribuição e partilha;
Para que o CPC seja um órgão eficiente é preciso que todos os membros tenham o sentimento de pertença a uma Igreja viva e atuante e tenha uma visão geral da mesma.
Favorecer o entrosamento entre as pastorais fazendo acontecer a pastoral de conjunto onde uma se preocupa e ajuda a outra.

Como chegar