Madre Elisabeth Bruyère, fundadora da Congregação das Irmãs da Caridade de Ottawa subiu mais um degrau na santidade reconhecida pela Igreja. No dia 13 de maio de 2018, ela será proclamada oficialmente Venerável Madre Elisabeth Bruyère. No poema, abaixo, escrito por nossa noviça Marineide Vital de Matos, podemos ler um breve resumo da intensa vida de caridade, de compaixão pelos pobres e excluídos da sociedade da época, de sua trajetória de fé e doação ao Projeto de Jesus por sua consagração religiosa fundando a Congregação das Irmãs da Caridade de Ottawa. Vamos conhecer um pouco essa grande mulher Elisabeth Bruyère.

 

Poema sobre a vida e missão de Madre Elisabeth Bruyère

Em 19 de março de 1818 uma quinta feira Santa e dia de São José, em Assunção – Canadá, nasceu Elisabeth Bruyère, Já trazendo os traços de uma verdadeira fé, tudo indicava que no futuro ela seria uma Santa mulher.

 

Batizada no dia em que nasceu, com seus dois irmãos, pouco conviveu. Mesmo sem uma total preparação, aos nove anos com muito amor e devoção, Elisabeth fez sua primeira comunhão, E nessa mesma ocasião a Nossa Senhora fez sua consagração. Na família já havia a preocupação para que Elisabeth tivesse uma boa formação.

 

Daí por diante não foi fácil avaliar, o que Elisabeth pôde receber do seu meio familiar, Mas é muito importante informar sobre o desejo que ela tinha de estudar para o seu sonho realizar.

 

Com um tio padre e duas primas, em um junto a eles foi morar. Para mais rápido se formar, teve até aula particular. Com 16 anos já era de se esperar, em uma escola rural, de professora Elisabeth foi trabalhar.

 

Logo depois para uma cidade tiveram que se mudar. Sua prima ficou doente não pôde mais trabalhar e, para ocupar o seu lugar, como professora e diretora Elisabeth teve que enfrentar.

 

É um pouco desconhecido como foi pra Elisabeth, pela vida religiosa optar. Conhecendo as Irmãs “Grises” de Montreal, foi começando a facilitar pra na sua vida mais uma decisão tomar.

Daí pra frente é importante lembrar que, sua vocação veio se confirmar, Sendo bem aceita no Convento das Irmãs “Grises”, com muita humildade ela vai ingressar. Logo depois Elisabeth a sua vida a Deus para sempre vai consagrar.

 

Aos 27 anos de idade e três de profissão, Elisabeth escolhida foi para uma grande missão, mas ficou muito surpresa com a tal nomeação, Declarou aceitação pra servir à sua Congregação, mesmo achando que seria uma tamanha missão.

 

E assim percebeu as exigências de sua vocação. Sendo 28 professas na comunidade, mas cada uma em sua missão.

Elisabeth Bruyère, sendo hospitaleira, cuida dos órfão e as que atuavam na administração, asseguram a direção, O ensino e a manutenção de um pensionato logo surgirão, para as obras de caridade foram meios de sustentação. Elizabeth, com muita humildade, cumpria sua missão.

 

Outra coisa importante de lembrar: Elisabeth, Montreal teve que deixar, para em uma cidadezinha desconhecida ir morar, Onde passaria ser o seu principal campo de trabalhar, e para Bytown, hoje Ottawa, teve que mudar. Assim, a cidadezinha se tornou a capital do Canadá, é lá onde a sede da Congregação foi se originar e até hoje, a Compaixão as Irmãs continuam a revelar.

 

Muitas pessoas desejaram ver as irmãs chegarem. Foram muitas dificuldades que elas tiveram que enfrentar. O povo bem tratado queria ser, mas recursos não tinham para se manter.

 

Entre todas as Irmãs lá de Bytown, Bruyère é quem se manifestará. No hospital não encontrava encorajamento, só quem as tentassem a tudo abandonar. Mas irmã Bruyère teve a consciência de como evangelizar , de maneira que a pobreza e a miséria iriam amenizar. A primeira motivação ela nunca deixou de lembrar, que seria preciso a Compaixão revelar em Bytown, em Montreal ou em qualquer outro lugar.

 

Por isso, com a Educação e muito amor no coração, o ramo da Congregação Elisabeth veio ampliar. É isso que eu posso relatar, muitas coisas sobre Elisabeth ainda tenho a estudar, mas uma coisa passo a acreditar e essa não posso deixar de declarar: agindo como Elizabeth, o Amor de Compaixão para com os irmãos, nunca ira faltar. Agora temos motivos de sobra para celebrar, pois nossa querida Madre fundadora Elisabeth Bruyère foi reconhecida Venerável pelo querido Papa Francisco. Assim podemos rezar: Venerável Madre Elisabeth Bruyère, rogai por nós!

Autora: Marineide Vital de Matos
Noviça da Congregação das Irmãs da Caridade de Ottawa
19\03\2018

NO COMMENTS

Leave a Reply